17 de jun de 2011

Questão 259:


Por que cargas d’água a Seleção Natural favoreceu com o “dom da linguagem” apenas o ancestral humano? Sim, a aquisição da linguagem tornava a comunicação dele mais eficiente, mas, e daí? Esse benefício evolutivo, ou melhor, adaptativo, não tornaria muito mais eficiente a comunicação também dos insetos, dos répteis, das aves e de outros mamíferos? Por que as circunstâncias seletivas favoreceram tão somente o homem, em vez, por exemplo, da formiga, do sapo, da tartaruga e da baleia? Quem nos garante que a linguagem não era uma necessidade dos peixes e dos répteis? Qual a base para se afirmar que este tipo de comunicação não era necessária e importante para a águia ou para o rato?

3 comentários:

  1. Olá chamo-me Antonio Batalha. Vim conhecer seu blog, dar-lhe os parabéns. Pois é muito bom, e gostaria de lhe deixar um convite: Ficava muito grato se fizesse parte dos meus amigos virtuais na Verdade que Liberta. Obrigado e um resto de boa semana.

    ResponderExcluir
  2. A linguagem é sim usada por muitas espécies, de uma forma mais simples. Por exemplo, as baleias, elas têm uma espécie de canto em uma frequência inaudível ao ouvido humano. Ademais, seleção natural não é sinônimo de varinha de condão e a nossa capacidade de comunicação é diferente apenas em grau de complexidade e não em gênero.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc está um pouco equivocado ao dizer que a linguagem, propriamente dita, é utilizada por muitas espécies. A linguagem referida nesta pergunta é a linguagem humana, já que a "linguagem animal" não é considerada uma linguagem verdadeira por linguistas e semióticos, este tipo de linguagem é considerada como sistemas de comunicação animal baseados em sinais não-simbólicos.
      Engraçado vc dizer que a seleção natural não é sinônimo de varinha de condão, pois muitas coisas explicadas pela seleção natural acontecem como por um passe de mágica.

      Excluir